Uma visão contemporânea sobre o atual mercado de luxo

Uma visão contemporânea sobre o atual mercado de luxo

Diante a instabilidade econômica em nível mundial, devemos relembrar alguns números positivos que o mercado de luxo alcançou nos últimos anos e que podem servir como base e inspiração para os próximos passos.  As pesquisas globais apontam que houve um crescimento do setor entre os anos de 2017 e 2018. Tal métrica serve igualmente para o mercado brasileiro, tendo como base o ano de 2019, com um desenvolvimento superior a 8% em comparativo com o ano anterior.

O mercado de luxo tem como premissa básica a tradição de suas marcas, porém a moda é cíclica e com isso nasce à importância de mesmo as marcas de luxo precisarem inovar, principalmente diante o momento atual.

Um exemplo dessa reinvenção é o e-commerce das marcas de alto padrão, que a até pouco tempo atrás não haviam aderido a esse tipo de comércio, e que atualmente é uma ferramenta indispensável para qualquer negócio. Além do comércio virtual, algumas tendências vêm se solidificando e impactando os conceitos mais tradicionais do segmento.

Sustentabilidade

O conceito de sustentabilidade se faz cada vez mais presente no mundo da moda, a adoção de práticas sustentáveis se tornou premissa básica do consumidor moderno. Devido a demanda, alguma das principais grife têm buscado formas e alternativas para reduzir o impacto ambiental e social de seus produtos. Além da busca da preservação do meio ambiente, a sustentabilidade ainda engloba um relacionamento mais ético e humano entre e marca e pessoas.

Uma das medidas adotadas nesse panorama é a de que as marcas de luxo proibiram os desfiles com modelos em um estado de magreza excessivo. Outra medida foi a de procurar fornecedores de matérias primas que atuam reconhecendo os direitos trabalhistas e sociais de seus colaboradores. A estilista Stella McCartney é um dos principais nomes nesse novo cenário.

Geração Millennial

Em recente pesquisa elaborada pela empresa americana “The Boston Consulting Group” a qual ouviu mais de dez mil consumidores do mercado de luxo no último ano, constatou que a geração millennial deve aumentar o consumo no setor em aproximadamente 130% nos próximos cinco anos.

Ainda, a pesquisa analisou que esses jovens se consolidarão como o principal vetor de desenvolvimento do setor de luxo e que em 2024 o seu consumo deve representar cerca de 37% do total de compras do segmento.

Experiências

Por fim, algo que já está em pauta e que sem dúvidas será a grande mudança no segmento da moda, é a experiência que marca irá proporcionar ao seu consumidor. Muito mais do que usar a marca favorita, os consumidores do mercado de luxo vivem a sua grife, vivem a sua história.

Para potencializar ainda mais essa experiência, as marcas de alto padrão investem cada vez mais na geração de experiências no momento da aquisição de um produto de grife. É importante o consumidor se sentir admirável nesse processo de compra, e com isso, a marca ganha a fidelidade desse cliente.

Desde os ambientes internos das lojas físicas, além de viagens, eventos personalizado, presentes e vantagens aos seus consumidores, tudo para tornar a experiência do consumidor a mais agradável possível, além de entregar o produto de alta qualidade, as marcas de luxo vendem sonhos que se tornam realidade.

Expondo tudo isso, vimos que até as marcas mais renomadas e consolidadas do mercado estão se reinventando e buscando gerar experiências e ótimos momentos para o consumidor. Sem dúvidas estamos caminhando a um novo momento para o mercado da moda, inclusive ao mercado de luxo.

Fonte http://www.terapiadoluxo.com.br/o-panorama-contemporaneo-do-mercado-de-luxo-mundial/

Autora: Eduarda Ferrari